Perguntas Frequentes – Ouvido

Tenho dor de ouvido frequente. O que pode ser?

Dor de ouvido é um sintoma presente em várias doenças otológicas, como infecções por vírus, bactérias ou fungos (otite), trauma local (comum pelo uso de cotonete), disfunção da tuba auditiva (provocada geralmente por doenças nasais), acúmulo de cera, presença de corpo estranho (inseto, semente, etc.) ou até tumores de ouvido. Porém também existem doenças de outros órgãos que geram dor de ouvido reflexa, como infecções de garganta, doenças da boca e periodontais, disfunção da articulação temporomandibular (ATM) e tumores de boca ou garganta. O exame clínico é essencial para dar um diagnóstico. Evite aplicar qualquer medicação dentro do ouvido antes da avaliação médica.

Como prevenir otite em crianças?

A anatomia do ouvido da criança e a maior ocorrência de viroses nessa fase da vida favorecem a ocorrência da otite média. Porém, algumas medidas podem ajudar na prevenção, como aleitamento materno, posição sentada ao mamar, reduzir a exposição a fumaça de cigarros, eliminar o uso de chupeta por crianças maiores, evitar creches, manter a vacinação em dia, realizar a higiene nasal rotineiramente, tratar adequadamente resfriados e crises de rinite alérgica. Otites de repetição devem ser avaliadas pelo Otorrinolaringologista. A maioria dos casos resolverá com tratamento clínico, porém alguns podem necessitar de cirurgia (Adenoidectomia, Colocação de tubo de ventilação).

Como identificar a perda de audição em crianças?

Mesmo se o teste da orelhinha for normal no 1o mês de vida, os pais devem desconfiar caso o bebê ou criança pequena não reaja ou se assuste com sons altos, demore a emitir os primeiros sons ou ainda tenha dificuldade de formar palavras e se comunicar após os 3 anos. Crianças maiores que assistem televisão com volume muito alto, não dão atenção ao que os pais falam ou têm baixo rendimento escolar também devem levantar suspeita. O Otorrinolaringologista deve ser procurado para investigar um problema auditivo o mais precoce possível para evitar perdas importante no desenvolvimento da fala, social e aprendizado da criança. O tratamento vai depender da causa e pode variar de medicamentos a cirurgia (Adenoidectomia, Colocação de tubo de ventilação, implante coclear, etc.)

Fone de ouvido provoca perda de audição?

Sim, ruídos contínuos acima de 80dB provocam perda de audição progressiva, bilateral e irreversível. Ao ouvir música no fone de ouvido, é importante ainda conseguir ouvir o ambiente a sua volta, assim como deve-se evitar dormir com fones no ouvido. Na perda auditiva induzida por ruído (PAIR), pode haver zumbido, dificuldade de compreensão da fala, intolerância a sons intensos, ansiedade, irritabilidade e insônia.

O que é a perda auditiva relacionada ao envelhecimento?

É chamada de presbiacusia, surge geralmente após os 40 anos, na forma de uma perda auditiva lentamente progressiva e bilateral. Existe uma tendência genética para sua ocorrência e portanto usualmente há história na família de perda de audição. Ocorre devido a uma degeneração dos órgãos receptores da audição (cócleas) ou nervos auditivos, podendo ser acelerada por exposição a ruídos, tabagismo, alcoolismo, dieta pobre em vitaminas e minerais (ácido fólico, vit. C, zinco, etc.), e algumas doenças, como diabetes, colesterol ou triglicérides aumentados, hipotireoidismo, obesidade, doenças cardíacas, etc. A privação sonora pode motivar isolamento, depressão e até Doença de Alzheimer. Para o diagnóstico, é necessária uma audiometria e, para a reabilitação, geralmente é necessário o uso de aparelhos de audição.

Perdi a audição de repente. O que fazer?

Toda perda de audição que ocorra de repente ou em até 72 horas deve ser prontamente avaliada por um Otorrinolaringologista. Obviamente uma perda súbita pode ocorrer por algo simples como o acúmulo de cera no ouvido, porém existe uma doença chamada Surdez súbita, que pode ocorrer em qualquer idade, a qualquer hora, geralmente sem causa definida, e deve ser tratada rapidamente para evitar uma sequela. Pode vir acompanhada de zumbido, vertigem ou desequilíbrio.

Por que o ouvido tampa e/ou dói no avião?

Nosso ouvido médio é uma câmara de ar que fica posterior ao tímpano e se comunica com a garganta e o nariz pela tuba auditiva, por onde entra e sai ar para equalizar a pressão de dentro do ouvido com a pressão do ambiente em volta. Na decolagem, há redução brusca da pressão externa e, como a pressão no ouvido está maior, o tímpano é empurrado para fora. Nesse momento, ocorre a sensação de ouvido tampado e/ ou dor, que pode melhorar ao mastigar, engolir ou bocejar, porque essas ações provocam a abertura da tuba para eliminar o excesso de pressão. Na descida, o efeito é inverso: a pressão na cabine torna-se maior que a pressão no ouvido e a membrana é empurrada para dentro. As mesmas ações ou assoprar com a boca e nariz tampados (Valsalva) podem resolver. Evite viajar com o nariz entupido porque isso compromete a função da tuba auditiva, o que aumenta os sintomas e risco de complicações.

O que causa coceira nos ouvidos?

A coceira (=prurido) nos ouvidos pode ter diversas causas: rinite alérgica; otite por fungos ou bactérias; dermatites da pele do canal auditivo, como a seborréica; acúmulo de cera; etc. É importante evitar a introdução de objetos (inclusive cotonetes) ou pingar qualquer coisa (gotas otológicas, álcool, etc.) sem indicação médica nos ouvidos. Essas medidas podem ferir a pele do canal auditivo e até mesmo perfurar o tímpano, o que pode gerar uma infecção ou até exigir uma cirurgia para correção. O Otorrinolaringologista deve ser procurado para resolver ou controlar o motivo do prurido auricular.

Como devo limpar a cera do meu ouvido?

Primeiramente, deve-se saber que o ouvido é autolimpante. A cera do ouvido, que é formada por restos de pele, poeira e uma secreção oleosa produzida pelas glândulas ceruminosas, é empurrada naturalmente para fora pela descamação da pele do ouvido e movimentos da mandíbula ao mastigar e falar. Então, basta limpar superficialmente a entrada do canal auditivo, após o banho, com uma toalha ou pedaço de algodão. Nada deve ser introduzido ou pingado no ouvido. Essas ações podem empurrar a cera para dentro, formando uma rolha, ou ainda ferir o canal ou o tímpano.

O que causa zumbido nos ouvidos?

O zumbido é a percepção de um som sem que aja uma fonte sonora que o produza. A principal causa é a perda de audição, que pode ocorrer por diversos motivos: perda auditiva induzida por ruído (PAIR), presbiacusia, otite média, acúmulo de cera, Doença de Menière, etc. Porém outras doenças distantes dos ouvidos podem ser a causa: alterações de tireóide, diabetes, doenças neurológicas (AVC, Esclerose múltipla, Neurossífilis, etc.), alterações da articulação temporomandibular e alguns medicamentos. A investigação é essencial para fechar um diagnóstico.